domingo, 1 de fevereiro de 2015

A lista de Schindler

Titulo Original: Schindler's List
Ano de produção: 1993
Gênero: Drama


Baseado em fatos reais, o filme narra os terrores do Holocausto e a luta de um empresário Nazista que abre mão de sua fortuna para salvar o máximo possível de judeus do extermínio.
A história começa em 1939 quando os alemães iniciam a transferência de judeus poloneses ao Gueto de Cracóvia.
Oskar Schindler é um empresário alemão que resolve fazer fortuna durante a Segunda Guerra Mundial com a mão de obra judia. Na verdade Schindler subornava oficiais da SS e da Wehrmacht em troca de contratos. 
Schindler abre então uma fábrica de panelas e é assessorado por seu contador judeu Itzhak Stern, oficial do conselho judeu de Cracóvia que tinha influência sobre os empresários judeus e com o mercado negro do Gueto. Tudo não passava de uma troca de favores: patrocínio em troca de parte da produção.
O perverso tenente Amon Gôth chega em Cracóvia para supervisionar a construção do Campo de concentração de Plaszów. Com a construção concluída, é ordenada a tropa que esvaziem os alojamentos e matem todos aqueles que forem contra ou não quiserem colaborar com o novo regime.
De um morro Schindler assiste ao massacre horrorizado e mesmo assim continua amigo de Goth para conseguir novos subornos e a proteção da SS. Schindler então passa a subornar o próprio Gôth em troca de ajudá-lo a construir um sub-campo para seus trabalhadores, sempre com o apoio de Stern.
Conforme a guerra segue, Gôth recebe ordens para deslocar um grande grupo de judeus para o campo de concentração de Auschwitz, incluindo os trabalhadores de Schindler.
Schindler tenta um novo trato com Gôth que sai muito caro, mas consegue recuperar seus trabalhadores erroneamente deslocados para outro campo.
O tempo passa, os subornos continuam e a guerra chega ao fim com a rendição da Alemanha. Chega ao fim também a fortuna de Schindler que depois de datilografar inúmeras páginas de uma lista de judeus comprados pelo próprio Schindler com o eterno apoio de Stern, se vê na necessidade de libertar seus judeus e fugir dos nazistas, triste e visivelmente emocionado por não ter conseguido libertar mais judeus do extermínio. 
Gratos, os judeus lhe dão um anél e uma citação do Talmude: "Aquele que salva uma vida, salva o mundo inteiro", partindo logo em seguida com sua mulher.

Analisando: O filme foi um verdadeiro sucesso de bilheteria assegurando 7 dos 12 Oscars a que foi indicado. Foi todo filmado em preto e branco para preservar o drama e tornar mais real a adaptação da história real de uma época marcada pelo assassinato de milhões de judeus. Um verdadeiro show de efeitos com muito sangue, tiroteio e um toque de nudez nas cenas de inspeção de saúde dos campos de concentração. O filme atinge em cheio até os corações mais duros com as cenas da menina de casaco vermelho, que simboliza a mudança de Schindler ao vê-la morta entre uma pilha e cadáveres. Recomendado só para quem é forte de coração!

Trailer:

Nenhum comentário:

Postar um comentário